As exportações brasileiras registraram crescimento em novembro nas três categorias de produtos, segundo os dados divulgados hoje pouco pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A alta nos embarques de manufaturados é de 22,6%, puxada por etanol, óleos combustíveis, automóveis, polímeros plásticos, veículos de carga, autopeças e açúcar refinado.

A expansão nas vendas externas de produtos básicos é de 58,6%, por conta, principalmente, de soja em grão, algodão em bruto, petróleo, fumo em folhas, carne de frango, bovina e suína, minério de ferro e café em grão.

Já nos semimanufaturados, a alta é de 22,3%, por conta de ferro fundido, semimanufaturados de ferro ou aço, óleo de soja em bruto, couros e peles, ferro-ligas, celulose e açúcar em bruto.

Nas importações, até a 2ª semana de novembro, aumentaram os gastos, principalmente, com adubos e fertilizantes (64,5%), cereais e produtos de moagem (57,7%), automóveis e partes (47,5%), combustíveis e lubrificantes (47,1%) e farmacêuticos (25,4%).