As exportações de produtos pelo correio registraram neste ano recorde histórico para meses de maio. Dados divulgados hoje pelo Ministério das Comunicações mostram que foram vendidos e remetidos ao exterior US$ 23,7 milhões em produtos. Esse resultado representa um aumento de 30% nas vendas externas em relação a maio do ano passado, quando o montante registrado foi de US$ 18,1 milhões. De acordo com a Subsecretaria de Serviços Postais do Ministério das Comunicações, assim como ocorreu em abril, o aumento nas exportações pelos Correios é resultado da recuperação econômica depois da crise mundial, que teve seu auge em setembro de 2008.

Entre os principais produtos exportados por empresas brasileiras pela rede de Correios, destacam-se equipamentos para gravação de som, acessórios de veículos, objetos de borracha vulcanizada e pequenas ferramentas. Os principais destinos foram os Estados Unidos (22,85% das remessas), a Argentina, que voltou a ocupar a segunda posição (8,02%), e o México (7,48%).

Segundo o ministério, a expansão das exportações brasileiras por via postal se fortaleceu após a adoção do sistema simplificado para remeter produtos ao exterior. O Exporta Fácil foi implantado em 1999 e passou a beneficiar as micro e pequenas empresas com a redução do despacho aduaneiro a apenas um formulário. Assim, houve também diminuição dos custos de embarque. Desde então, as exportações via postal somam US$ 1,2 bilhão. O Exporta Fácil foi criado sob a coordenação do Ministério das Comunicações e é operado pelos Correios.