O presidente mundial da Telefónica, César Alierta, procurou esfriar os rumores sobre uma eventual fusão da espanhola com a Telecom Italia ao afirmar que o interesse de sua companhia está focado em tirar proveito máximo de sua atual “aliança industrial” com a italiana.

Segundo ele, as sinergias e economias de escala advindas da participação que hoje a Telefónica têm na operadora da Itália “estão funcionando muito bem”, conforme noticiou o diário espanhol Expansión. Os boatos em torno de uma fusão entre Telefónica e Telecom Italia têm ganhado força nos últimos dias.

Na última sexta-feira, em evento realizado em Bilbao, Alierta explicou que a aliança entre Telefónica e Telecom Italia lhes permite controlar cerca de 20% do mercado de telecomunicações da Europa, o que confere a ambas “uma escala suficiente” para que estejam tranquilas diante de movimentos de consolidação do setor no continente europeu, conforme o jornal Expansión.

Como afirmou o dirigente, hoje existem 165 operadoras de telefonia na Europa, frente a três na China e no Japão e cinco nos Estados Unidos. “Por que vamos ser diferentes?”, questionou.