A retração no mercado de veículos nos últimos meses afetou diretamente o faturamento do setor de autopeças, que voltou a cair em maio, depois de uma ligeira recuperação em abril. A receita real teve redução de 7,8% no mês passado na comparação com maio de 2001. Em abril, o faturamento havia apresentado alta de 1% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Os números, divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), referem-se ao resultado deflacionado de empresas que representam 33% do faturamento do setor, já que a entidade não informa valores mensais de receita. A previsão para o ano, entretanto, é de um faturamento em torno de US$ 12,3 bilhões, o equivalente a um aumento de 7,9% em relação a 2001.

De janeiro a maio, o faturamento real das empresas caiu 7,6% em relação ao mesmo período do ano passado.