O Federal Reserve, como é conhecido o banco central dos Estados Unidos, disse hoje que fará uma reunião na segunda-feira, às 12h30 (horário de Brasília), para discutir a taxa de redesconto, usada para empréstimos de emergência concedidos aos bancos. Embora a reunião não seja extraordinária, o anúncio gerou especulações de que a taxa poderá sofrer um novo aumento.

“Com os mercados fechados na Europa segunda-feira e um pregão mais calmo nos EUA por conta do feriado, o Fed estará bem posicionado para aumentar a taxa de redesconto sem causar muitos danos colaterais nos mercados financeiros globais”, disse o analista Joseph Brusuelas, da Brusuelas Analytics.

Em 18 de fevereiro, o Fed elevou a taxa de redesconto em 25 pontos básicos, para 0,75%, em meio a esforços para retirar os estímulos de emergência implantados durante a crise financeira. Antes disso, a taxa havia sido reduzida agressivamente para incentivar os bancos comerciais a procurarem financiamento do Fed.

Na ocasião, o BC norte-americano disse que avaliaria “ao longo do tempo” se seriam necessários novos aumentos no spread entre a taxa de redesconto e a taxa dos Fed Funds, muito mais importante e utilizada pelos bancos para remunerar os empréstimos interbancários de um dia (overnight).