As férias de julho devem abrir 16,2 mil vagas de trabalho temporário em todo o país, disse nesta terça-feira (7) a diretora da Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem), Jismália de Oliveira Alves. O número representa aumento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram geradas 15 mil vagas.

Segundo ela, os setores com maior movimento devem ser os de lazer e entretenimento, que englobarão 12,15 mil vagas, com expansão de 15% em comparação a julho de 2010. “A pesquisa demonstra que os setores de entretenimento e lazer vão contratar o maior número de trabalhadores. A indústria também está contratando para o período de férias, só que em um número menor”, disse Jismália. Para os setores de indústria e comércio, a estimativa é de geração de 4 mil novas vagas.

Ela ressaltou que todos os contratos temporários previstos para as 16,2 mil vagas são com carteira assinada. “Portanto, é emprego formal de acordo com a Lei 6.019 (que trata do trabalho temporário nas empresas urbanas).” A previsão da Asserttem é que 10% desses trabalhadores temporários serão efetivados ao final do contrato.

A Região Sudeste, com 8.294 vagas abertas, lidera o ranking nacional, correspondendo a 51,26% do total de empregos temporários projetados para julho próximo. No Sudeste, São Paulo apresenta o maior número de vagas (4.910), seguido de Minas Gerais (1.823) e Rio de Janeiro (1.234). A segunda região com maior previsão de vagas temporárias para julho é o Nordeste (3.167).

Jismália disse que o trabalho temporário é uma atividade importante para a gestão dos negócios das empresas. “A gente percebe que em uma área voltada para o lazer, para o entretenimento, a mão de obra é importante para atender a demanda.”

A coordenadora de Formação e Qualidade do Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (Sindrio), Carla Riquet, concorda com Jismália. De acordo com Carla, a capital fluminense deve ter o movimento na área de lazer e entretenimento incrementado pela realização dos Jogos Mundiais Militares, de 16 a 24 de julho. A previsão é que os Jogos Militares reúnam 8 mil participantes no Rio.