O secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Oliveira, disse hoje que o governo pretende ampliar a Ferrovia Norte-Sul até o Porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Segundo o secretário, a primeira ampliação deve ser feita a partir de Anápolis, em Goiás, até Estrela do Oeste, no noroeste do Estado de São Paulo, trecho de 669 quilômetros, numa obra que deve custar cerca de R$ 2,7 bilhões. Depois disso, a ferrovia deve ser levada até Panorama (oeste de SP, divisa com MS), o que significará uma ampliação da estrada em mais 220 quilômetros, a um custo de R$ 290 milhões.

Oliveira disse ainda que o governo deve elaborar um estudo englobando mais 1.620 quilômetros de ferrovia – de Panorama até o Porto de Rio Grande (RS).

“Pela convicção do governo de que toda essa reformatação na malha, de bitola larga, é absolutamente fundamental, faremos, na sequência, esse estudo para que a ferrovia corte os Estados do Paraná e Santa Catarina, chegando ao Rio Grande do Sul”, explicou o secretário. Segundo ele, esse estudo deve custar R$ 9 milhões.