A fila de caminhões estacionados às margens da BR-277, em direção ao Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, alcançou o quilômetro 32 durante a tarde de hoje. Caso a fila chegue ao km 36, a concessionária Ecovia, que gerencia a rodovia, passa a reter os caminhões após o quilômetro 54, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, deixando livre todo o trecho da Serra do Mar, com o objetivo de garantir maior segurança.

De acordo com a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), a formação de filas desde o fim de semana deve-se às chuvas verificadas na região do porto, ao início de embarque da safra de grãos, à maior procura pelo terminal após a realização de dragagem e ao não agendamento prévio das cargas que devem chegar a Paranaguá. O fluxo de caminhões que entram no pátio de triagem, instalado no km 3 da BR-277, é diretamente relacionado ao clima. Quando chove, as operações nos três berços do corredor de exportação são interrompidas. Hoje, não choveu em Paranaguá.