O gerente do departamento de logística do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Antonio Tovar, disse hoje que, além do financiamento de R$ 774,6 milhões aprovado para a Companhia Vale do Rio Doce, outros cinco projetos de ferrovias estão em fase de análise na instituição, com possibilidade de aprovação até o final deste ano. Segundo ele, se autorizados, os financiamentos do banco nesses projetos somarão R$ 4 bilhões.

Ainda de acordo com Tovar, atualmente a infra-estrutura de transporte é uma das principais prioridades do BNDES e, na carteira de operações contratadas da instituição no segmento de ferrovias, há sete operações em fase de desembolso, com investimento total de R$ 8 bilhões e R$ 1,5 bilhão de financiamento do banco.

Segundo o gerente, no caso específico da Vale, o financiamento do BNDES para expansão da capacidade de transporte da Estrada de Ferro Carajás (EFC), de 70 milhões de toneladas para 103 milhões de toneladas transportadas por ano, terá impacto positivo na balança comercial do País, já que haverá aumento das exportações de minério de ferro.