A Ucrânia obteve a aprovação preliminar para o desembolso de um pagamento de US$ 1,7 bilhão em ajuda ao país pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). A medida foi tomada com a condição de que Kiev implemente algumas outras medidas de política econômica e reduza seu endividamento.

O acordo ainda precisa ser aprovado pelo conselho do FMI, uma vez que a Ucrânia possa atender às condições, mas o sinal verde é geralmente uma formalidade, após os economistas do Fundo chegarem a um acordo com os países credores.

A questão mais complicada é a redução na dívida. O FMI avalia que Kiev receberá US$ 15 bilhões de ajuda de seus credores, incluindo US$ 5 bilhões no ano adiante. As conversas com os credores estão apenas começando e as negociações podem levar semanas, se não meses. Kiev já advertiu, porém, que caso não chegue a um acordo imporá uma moratória nos pagamentos. Fonte: Dow Jones Newswires.