O Casino Guichard-Perrachon SA, conhecido como Groupe Casino, informou hoje que não tem planos de vender sua participação de 50% na Monoprix, joint venture (associação) entre a varejista francesa e a loja de departamentos Galeries Lafayette.

“A Monoprix é um ativo estratégico para o grupo e o Casino sempre reconheceu seu grande valor”, disse uma porta-voz do Casino, em comunicado enviado por e-mail. “O Casino nega as acusações enganosas da Galeries Lafayette e confirma sua ligação com a Monoprix e confiança em sua gerência”, completou. “Se a Galeries Lafayette deseja vender sua participação na Monoprix, como parece ser o caso, o Casino está pronto para comprá-la a um preço justo.”

O comunicado do Casino foi divulgado após a publicação pelo jornal Le Figaro, neste sábado, de uma entrevista de Philippe Houze, diretor executivo da Galeries Lafayette, na qual ele declara que o grupo está “pronto para comprar a Monoprix.” As informações são da Dow Jones.