A captação líquida dos fundos de investimento na primeira quinzena de janeiro somou R$ 12,059 bilhões, de acordo com dados preliminares da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Sem contabilizar os fundos estruturados, a captação líquida foi de R$ 9,834 bilhões no período em questão.

Entre as categorias, de longe os fundos Curto Prazo lideraram a entrada de recursos na quinzena, com R$ 10,959 bilhões. Em seguida os fundos Renda Fixa, com captação líquida de R$ 4,436 bilhões. Em terceiro lugar os fundos Referenciados em DI, com entrada de R$ 2,501 bilhões.

No sentido oposto, os fundos Multimercado Multiestratégia apresentaram saída de R$ 5,330 bilhões. Essa modalidade foi a que mais registrou entrada de recursos no ano passado.

A rentabilidade de grande parte dos fundos de investimento ficou no campo negativo na primeira quinzena de janeiro. Dentre as categorias apresentaram ganhos no período os fundos Curto Prazo (+0,37%), o referenciado DI (+0,38%) e o Renda Fixa (+0,37%).