Os fundos de investimento encerraram abril no vermelho, pela primeira vez em 2012, ao registrarem resgates de R$ 9,2 bilhões, conforme dados preliminares da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). O resultado negativo deveu-se principalmente ao desempenho do Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FDIC) voltado para aplicações em títulos emitidos por empresas dos setores do agronegócio, indústria e comércio.

Essa modalidade apresentou saques líquidos (resgates superiores a depósitos) de R$ 9,3 bilhões no período de referência. Entretanto, no acumulado do ano, segundo a Anbima, o FDIC agro, indústria e comércio registra captação de quase R$ 2 bilhões.

Mas, quando desconsiderados os números das chamadas categorias estruturadas, que incluem fundos imobiliários, de private equity (que compram participações em empresas) e FDIC, o setor de fundos de investimentos registrou captação líquida (depósitos menos saques) de R$ 130 milhões.

Dentre as principais categorias de fundos, os multimercados foram um dos destaques negativos ao apresentarem resgates de R$ 4,8 bilhões em abril. Contudo, no acumulado deste ano, esses fundos já levantaram mais de R$ 10 bilhões.

Ganhos

No ranking de rentabilidade de abril, a modalidade multimercados macro, que apostam em diversas classes de ativos, tais como renda fixa e variável, câmbio, entre outros, rendeu 2,19%. Já a modalidade dos fundos “trading” ficou na lanterna entre os multimercados ao apresentar ganho de 0,88% no mês.

Os fundos de renda fixa, que tiveram a maior captação líquida da indústria em abril, ao levantarem R$ 2,4 bilhões, registram rentabilidade de 1,02% no mês, acima do CDI, de 0,70%, conforme o AE Taxas. A modalidade renda fixa índices entregou um dos maiores retornos do segmento no mês: 3,42%. No acumulado de 2012, os fundos de renda fixa já captaram R$ 18,4 bilhões.

Ainda no segmento de renda fixa, a categoria de fundos de curto prazo captou R$ 1,4 bilhão em abril, com rendimento de 0,71%, em linha com o CDI, de 0,70% no período. Em 2012, esses fundos já levantaram R$ 7,5 bilhões. Os fundos DI registraram saques de cerca de R$ 471 milhões e retorno de 0,73%. Porém, no acumulado deste ano, a categoria apresenta saldo líquido de R$ 23,6 bilhões.

OS fundos de previdência encerraram abril no terreno positivo ao levantarem R$ 2,1 bilhões. A modalidade previdência renda fixa teve a melhor rentabilidade da categoria, de 1,06%. Já os fundos previdência ações somaram perdas de 3,38% na esteira do desempenho ruim do Ibovespa, que fechou abril com retorno negativo de 4,17%, conforme o AE Taxas.

Ações

Neste contexto, os fundos de ações somaram resgates de 668,47 milhões no mês passado, elevando os saques acumulados em 2012 para quase R$ 1,5 bilhão. Embora praticamente todas as modalidades tenham tido perdas em abril, os fundos de ações apresentaram um desempenho melhor que o Ibovespa, cujas perdas somaram 4,17%. O pior retorno foi o da modalidade ações Ibovespa indexado, que perdeu 4,09% em abril.

Fundos cambiais permaneceram como destaque de rentabilidade em abril, ao renderem 4,34%, o maior retorno da indústria de fundos no mês. No quesito captação, a categoria segue na lanterna, com resgates de R$ 13,5 milhões em abril.