Detroit – EUA – A diretoria da fabricante americana de automóveis General Motors anunciou ontem ter aprovado a abertura de discussões com a Renault e a Nissan Motor, sobre uma possível aliança entre as três empresas. Em uma teleconferência, a diretoria da GM autorizou a administração a explorar a proposta e ?considerar os potenciais benefícios de tal aliança a fim de orientar os diretores em sua tomada de decisão?, disse em um comunicado o diretor da empresa George Fisher.

Logo após a decisão da GM, a Renault divulgou nota em que reiterou sua disposição de iniciar ?negociações exploratórias? com a empresa americana. ?Seguindo a decisão da diretoria da GM, esperamos começar em breve o processo de discussão?, diz a nota do grupo Renault-Nissan.

Na segunda-feira (3), a Renault e a Nissan haviam aprovado a proposta de iniciar as negociações caso a GM aceitasse. A decisão referenda, assim, a sugestão feita pelo grupo financeiro Tracinda, do bilionário investidor Kirk Kerkorian, em uma carta enviada no mês passado ao executivo-chefe da GM, Rick Wagoner, de ?explorar imediata e completamente? a possibilidade de formação de uma parceria entre as três empresas.

Kerkorian é um dos maiores acionistas da GM, com participação de cerca de 10% na empresa. Tem um representante na diretoria da companhia, Jerry York, e desde janeiro vem seguindo algumas de suas sugestões, como reduzir os salários dos executivos e os dividendos.