O mundo precisa de novas regras para o sistema financeiro, para evitar futuras crises econômicas, baixas taxas de juros e estímulos fiscais contínuos para enfrentar a crise atual, afirmou neste domingo (1º) o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown. Falando a repórteres após um encontro de líderes da União Europeia, Brown pediu “um novo acordo global” para reduzir os riscos no sistema financeiro.

“Precisaremos de uma supervisão além das fronteiras sobre as instituições financeiras”, afirmou. Líderes da UE também concordaram sobre a necessidade de dobrar o fundo de empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI) para US$ 500 bilhões, segundo Brown.

Levantar barreiras comerciais e outras formas de protecionismo é a “estrada para a ruína”, disse ele, que pediu a países da UE que sigam regras estatais de ajuda quando derem apoio financeiro às empresas automotivas. As informações são da Dow Jones.