A atuação do Banco Central nos últimos dias para tentar reverter o quadro de nervosismo do mercado não se limitou às medidas previamente anunciadas como aumento dos compulsórios, leilões de linhas de crédito no exterior e venda de dólares. Sem alarde, o BC começou a recomprar títulos da dívida externa que vencem em 2003 numa tentativa de abrir espaço para captações do setor privado. O presidente do BC, Armínio Fraga, confirmou a operação mas mantém em segredo a data e o valor total.

Sabe-se apenas que na sexta-feira (14), um dia após o governo divulgar o pacote de medidas para conter a crise, a taxa média de juros de papéis brasileiros com prazo de um ano negociados no exterior caiu de 19,5% ao ano para 14,5% ao ano. Como se trata de títulos de baixa liquidez, a operação é o que explicaria essa queda.