O governo federal dos Estados Unidos registrou um déficit orçamentário de US$ 111,40 bilhões em agosto, elevando o déficit acumulado no ano fiscal de 2009 em US$ 1,378 trilhão, segundo informou hoje o Departamento do Tesouro. O ano fiscal americano se encerra em 30 de setembro. Em 2008, nos 11 primeiros meses, o déficit orçamentário acumulado foi de US$ 500,53 bilhões.

A Casa Branca prevê um déficit no total de US$ 1,580 trilhão para este ano fiscal, que vai superar, de longe, o déficit recorde de US$ 454,8 bilhões registrado no ano fiscal de 2008. A previsão de déficit orçamentário de US$ 1,580 trilhão é inferior ao déficit de US$ 1,840 trilhão estimado em fevereiro. Mas a nova previsão, dada há duas semanas pela Casa Branca, foi acompanhada por projeções de que os EUA vão registrar déficits orçamentários maiores do que o esperado ao longo da próxima década, elevando a previsão de déficit em dez anos em US$ 2 trilhões, para US$ 9,05 trilhões.

O déficit de agosto ficou abaixo da expectativa de Wall Street, que projetava um rombo de US$ 150 bilhões, e foi equivalente ao déficit de US$ 111,91 bilhões registrado em agosto de 2008. O mês passado marcou o 11º mês seguido que o governo federal americano registrou déficit em suas contas. Tal sequência já ocorreu em três ocasiões anteriores, com a última entre maio de 1991 e março de 1992.

Ao crescente déficit deste ano se somou a dívida nacional, que alcançou US$ 11,8 trilhões nesta semana e vem gerando dúvidas sobre como toda essa obrigação será financiada. O governo federal vem vendendo letras, notes e bônus para pagar suas operações e o vencimento da dívida.

No mês passado, o governo federal arrecadou um total de US$ 145,54 bilhões, de US$ 157,02 bilhões arrecadados há um ano. No acumulado do ano até agosto, a receita do governo federal soma US$ 1,89 trilhão. Em igual período do ano passado, ela era de US$ 2,25 trilhões. A arrecadação de imposto de renda de pessoa física somou US$ 812,87 bilhões, ante US$ 1,01 trilhão arrecadado em agosto do ano passado. A arrecadação com impostos corporativos somou US$ 109,44 bilhões em agosto, ante US$ 250,72 bilhões há um ano.

Em agosto, o governo federal americano gastou no total US$ 256,94 bilhões, comparados com os US$ 268,93 bilhões gastos em igual mês do ano passado. No acumulado do ano até agosto, os gastos do governo somam US$ 3,26 trilhões, ante os US$ 2,75 trilhões registrados em igual período do ano fiscal 2008. Já o gasto bruto com o Programa de Alívio de Ativos Problemáticos (Tarp, na sigla em inglês) soma US$ 174,20 bilhões desde o início do ano. O Tarp foi criado no ano passado para socorrer Wall Street e conter o colapso no setor financeiro.

Os gastos com o programa de auxílio-desemprego somam US$ 100,80 bilhões. Desde que a recessão começou em dezembro de 2007, a economia americana perdeu 6,9 milhões de empregos. O Tesouro informou ainda que comprou, em agosto, US$ 6,98 bilhões em títulos da dívida de agências lastreados em hipotecas. No acumulado do ano até agosto, essas compras somam US$ 160,24 bilhões. As informações são da Dow Jones.