O governo federal liberou R$ 25 milhões para a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) concluir o pagamento da compra de feijão (Aquisição do Governo Federal AGF) no Paraná.

“Com isso, os agricultores que já entregaram seus produtos ao governo e ainda não receberam os recursos, agora serão contemplados”, informou o superintendente da Conab no Paraná, Lafaete Jacomel.

A liberação representa a última pendência de um recurso total de R$ 100 milhões, destinados a amparar a comercialização do feijão no Paraná e para o governo federal formar estoques reguladores do produto. A Conab comprou 75 mil toneladas de feijão da safra 2009, pagando o preço mínimo de R$ 80,00 a saca de 60 quilos.

Para o secretário Valter Bianchini, essa é uma boa notícia porque mais uma vez a Conab atende um pedido da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab). No caso do feijão, a intervenção da Conab evitou uma queda ainda maior nos preços do produto. O Paraná está colhendo este ano 755 mil toneladas de feijão.

Segundo Jacomel, por enquanto as operações de AGF estão suspensas, aguardando suplementação orçamentária do Ministério da Fazenda para o Ministério da Agricultura.

Além do feijão, a Seab e as entidades representativas da classe produtora do Paraná encaminharam ao Ministério da Agricultura e à Conab nova reivindicação para liberação de recursos para amparar o escoamento e formação de estoques reguladores de milho e trigo.