A Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento fez algumas mudanças na concessão do crédito consignado para dar mais transparência às operações e reduzir a ocorrência de empréstimos que excedam a margem consignável permitida, que é de 30% do valor do rendimento mensal do servidor.

A partir de junho, os servidores públicos interessados em pegar um empréstimo consignado terão que emitir uma senha no sistema chamado SIAPNET. Com ela, não só o banco como o próprio servidor terão conhecimento da margem consignável permitida. O governo não libera o pagamento dos valores que ultrapassam a margem consignável.

Segundo a secretária-adjunta da Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Maria do Socorro Mendes Gomes, a medida reduz incertezas para os bancos e também para o servidor, o que pode possibilitar, no médio ou no longo prazo, uma redução do juro bancário.