O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) promoverá leilões de equalização de preços de algodão em resposta à baixa cotação da commodity no mercado, inferior ao preço mínimo de R$ 44,60 por arroba. O primeiro leilão está previsto para o dia 13 de maio e ofertará 341 mil toneladas da fibra. A expectativa do ministério é de que sejam aplicados R$ 550 milhões em leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro), montante similar ao aplicado em apoio ao algodão, no ano passado.

O objetivo do Governo, ao apoiar a comercialização da fibra, é contribuir para a manutenção de renda dos produtores diante da oscilação de preços no mercado. O apoio deste ano abrangerá em torno de 60% da produção nacional de algodão. A definição do montante a ser leiloado será feita de forma proporcional à produção dos estados. A colheita do algodão, já iniciada, tem seu momento de pico nos meses de julho e agosto.