O governo revisou para baixo a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) para 2011. Segundo o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 5º bimestre de 2011, divulgado hoje pelo Ministério do Planejamento, a previsão do crescimento em 2011 cai de 4,5% para 3,8%.

O documento também mostra uma nova projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) neste ano, que sobe de 5,8% para 6,4%. A previsão para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi revisada para baixo, de 6,14% para 5,87%.

A taxa over Selic média cai de 11,79% para 11,69% e a taxa de câmbio média foi revista de R$ 1,61 por dólar para R$ 1,67 por dólar.

“A alteração dos parâmetros reflete a atualização das projeções dos índices de preço, com a ampliação da projeção do IPCA para 6,4%, e a deterioração do cenário externo, que tem repercussões tanto sobre a taxa de crescimento real do PIB, reduzida para 3,8%, como sobre a cotação do câmbio médio, que sofreu leve depreciação”, cita o relatório encaminhado pelo Executivo ao Congresso Nacional.