Os problemas fiscais da Grécia “podem e devem” ser resolvidos pela União Europeia, disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, rejeitando a ideia de que os EUA poderão participar de um pacote de socorro. “Esta é uma questão para a UE”, ressaltou Gibbs. “Eles têm as condições de resolver isso.”

O presidente dos EUA, Barack Obama, recebeu nesta tarde o primeiro-ministro grego, George Papandreou, na Casa Branca. Durante discurso feito na segunda-feira, Papandreou pediu aos EUA para que se juntassem ao esforço para reprimir a especulação do mercado que, segundo ele, tem impulsionado os custos dos empréstimos gregos para cima. Um funcionário do governo da Grécia disse mais cedo que a meta principal do banco central do país será a de enfrentar dificuldades fiscais e de crescimento econômico.

O porta-voz da Casa Branca tem falado regularmente sobre a situação da Grécia. “Isso é algo que os europeus podem e devem resolver por conta própria”, disse Gibbs. As informações são da Dow Jones.