A Grécia fez alterações na equipe de negociadores que vem discutindo com credores internacionais sobre o programa de ajuda a Atenas, afirmou hoje um alto funcionário do governo grego, numa decisão que pode reduzir a influência que o espontâneo ministro de Finanças do país, Yannis Varoufakis, tem no ritmo lento das conversas.

As mudanças vieram após ministros de Finanças da zona do euro pressionarem a Grécia e Varoufakis a acelerarem as negociações durante reunião realizada na Letônia, na última sexta-feira, se quiserem selar um novo acordo de financiamento antes que o atual vença no final de junho e evitar que Atenas entre em moratória.

O ministro de Relações Exteriores alternativo da Grécia, Euclid Tsakalotos, será o novo líder da equipe de negociadores, segundo a fonte do governo, enquanto o economista-chefe do Ministério de Finanças encabeçará as negociações em Bruxelas com os representantes dos credores. Ambos são considerados aliados próximos do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras.

Embora o governo grego continue declarando apoio a Varoufakis, o remanejamento na equipe deverá enfraquecer o papel do ministro nas negociações. Nas últimas semanas, as principais autoridades europeias apelaram várias vezes a Tsipras que garanta a cooperação do governo nas conversas sobre novo auxílio financeiro e reformas a serem implementadas por Atenas.

Varoufakis tem despontado como uma da figuras mais visíveis da Grécia. Seu estilo agressivo atraiu muitos seguidores entre críticos da estratégia de austeridade da zona do euro para combater a crise, mas também desagradou a vários dos ministros de Finanças da região. Fonte: Dow Jones Newswires.