O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, disse que os países da zona do euro apoiariam a Grécia caso o governo grego decidisse implementar as duras reformas acordadas no último programa de ajuda. Em uma entrevista ao jornal alemão “Financial Times Deutschland”, Schaeuble disse que “esta crise só pode ser superada conjuntamente”.

Nesta quarta-feira, o gabinete da Grécia aprovou planos para a realização de um referendo sobre o pacote de ajuda de ? 130 bilhões (US$ 181 bilhões), apesar da indignação manifestada por parlamentares do partido governista e em meio ao temor de que o referendo possa lançar mais incerteza sobre os mercados financeiros mundiais.

A decisão veio depois de uma reunião de seis horas, um dia depois que o combatido primeiro-ministro socialista, George Papandreou, surpreendeu os parlamentares com a convocação do referendo sobre o acordo selado pelos líderes europeus na semana passada.

Na entrevista, Schaeuble disse ter certeza de que a Grécia respeitará os acordos e cumprirá suas obrigações. As informações são da Dow Jones.