A greve dos trabalhadores da fábrica de São José dos Pinhais da Volkswagen entrou no sexto dia nesta terça-feira (10). Eles permanecem contra a proposta de R$ 4,6 mil de Participação nos Lucros e Resultads (PLR), mantida pela montadora na audiência realizada nesta segunda-feira (09) em audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

A próxima assembleia dos metalúrgicos está marcada apenas para quinta-feira (12), às 5 horas da manhã, com funcionários dos três turnos. Até agora, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, deixaram de ser produzidos 3,6 mil veículos durante a paralisação.

Na tarde desta terça-feira (10), o presidente do sindicato, Sérgio Butka, vai conceder uma entrevista coletiva para comentar as informações repassadas pela Volkswagen à imprensa no final da tarde desta segunda-feira. Em comunicado, a montadora fez comparações entre o desempenho da planta paranaense e as unidades localizadas no estado de São Paulo. A empresa informou que pretender negociar com o sindicato para chegar a um acordo favorável a todos.

A coletiva de imprensa ainda terá a presença do economista Cid Cordeiro, coordenador do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) no Paraná.