O grupo varejista chileno Cencosud venceu a acirrada disputa pelo Bretas, a quinta maior rede de supermercados do País, capitaneada pelo empresário Estevam de Assis. O Cencosud, que também é proprietário da rede nordestina GBarbosa, pagou US$ 813 milhões (R$ 1,35 bilhão) pelo negócio.

Consultorias e bancos de investimento apontavam o Bretas como alvo do interesse de uma série de compradores, incluindo fundos como o Tarpon, sócio da empresa de calçados Arezzo. No primeiro semestre, a estimativa era de que o interessado tivesse de desembolsar cerca de R$ 1 bilhão pela companhia, que administra 62 supermercados em Minas Gerais, Bahia e Goiás. O Bretas fechou o ano passado com faturamento de R$ 2,1 bilhões.

Segundo o consultor Marcos Gouvêa de Souza, diretor geral da GS&MD, o negócio vem para confirmar a boa fase do consumo interno nacional. De acordo com a consultoria, o varejo nacional pode fechar 2010 com o terceiro maior crescimento do mundo, atrás somente da China e da Índia. “O grupo Cencosud teve a visão de iniciar a atuação no País pelo mercado que mais cresceu nos últimos anos, no Nordeste. Agora, com o Bretas, vão ficar mais perto da jaula dos leões”, afirma Souza, referindo-se ao mercado do Sudeste. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.