Os produtos alimentícios registraram variação negativa de 0,24% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em julho, os alimentos haviam registrado deflação de 0,76%. Com o resultado, a contribuição do grupo alimentação e bebidas para o IPCA do mês passado foi de uma taxa negativa de 0,05 ponto porcentual, ante uma taxa negativa de 0,17 ponto porcentual no mês de julho.

Já os produtos não alimentícios, de acordo com o IBGE, registraram variação positiva nos preços de 0,12% em agosto, ante alta de 0,24% em julho. Segundo informou hoje o IBGE, o IPCA geral registrou inflação de 0,04% em agosto, ante a taxa positiva de 0,01% em julho.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para a camada de renda mais baixa da população, que ganha de um a seis salários mínimos, registrou variação negativa de 0,07% em agosto, informou ainda o IBGE. Esta foi a mesma variação apurada em julho. Até o mês passado, o INPC acumula altas de 3,24% no ano e de 4,29% nos últimos 12 meses. O INPC é utilizado em geral para os reajustes salariais.