O consumo das famílias deve aumentar 13,5% no País em 2012 e atingir R$ 1,3 trilhão, o equivalente a 30% do Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com estimativa do Ibope Inteligência.

A região Norte é a que possui o maior potencial de expansão, de 26,5%, de acordo com o Ibope Inteligência. Essa é também a região com a menor participação no consumo do País, com apenas 5,2%.

Em segundo lugar, a região com maior potencial de crescimento é o Nordeste, com 24,1%. Depois, aparecem a Região Sul, com 19,7%; Centro-Oeste, com 19,4%; e, por fim, Sudeste, com 6,5%. O Sudeste representa 53,5% do consumo no País atualmente.

De acordo com o Ibope Inteligência, 27,3% dos CDs e DVDs serão consumidos pela classe A neste ano; bem como 25,7% dos produtos financeiros, 25,3% dos artigos de decoração e 25% dos veículos.

Combustíveis e ensino serão os principais gastos da classe B, que será responsável por 58,3% do consumo desses itens. Também se destacam no consumo da classe B o cinema, com 54,6%; serviços automotivos, 53,8%; e artigos esportivos, com 53%.

A classe C será responsável por praticamente metade do consumo de mercearia, matinais, tabaco e acessórios e carnes e derivados. As classes D/E devem representar 13% do consumo de mercearia e cigarros e 12% de calçado infantil, matinais, carnes e derivados.