O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), recuou 2,4% em dezembro em relação a novembro. O índice, que monitora a evolução da taxa de desemprego no País medida pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atingiu o segundo menor nível da série histórica, aos 60,9 pontos, sendo superior apenas ao patamar de dezembro de 2011, de 60,4 pontos.

Segundo a FGV, o recuo registrado em dezembro sinaliza uma diminuição da taxa de desemprego em relação ao mês anterior e confirma o bom momento do mercado de trabalho ao final de 2012. Em novembro, o indicador tinha registrado redução de 0,1%. O ICD reflete o sentimento do brasileiro em relação à oferta de emprego, pesquisado na Sondagem do Consumidor.