Muitos filhos ainda não escolheram o presente que darão para seus pais neste domingo. Não importa se é uma lembrancinha ou aquele presente tão aguardado, todos os produtos contêm impostos que acabam por encarecer o preço final.

De acordo com o estudo elaborado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário – IBPT – os tributos embutidos nos presentes podem variar de 13,18%, no caso de um livro, até 71,36% para um perfume importado, ou seja, mais do que dobra o preço inicial.

"O governo deveria divulgar o porcentual de impostos nas embalagens, informando o contribuinte sobre o preço real do produto e o quanto ele foi encarecido devido aos impostos. Como o contribuinte não sabe quanto paga, ele também não cobra a aplicação destes recursos em melhorias para a população" avalia João Eloi Olenike, diretor técnico do IBPT.