O Sesi Paraná lança nesta segunda-feira (5) o projeto Inclusão Digital Itinerante, que vai abrir aos trabalhadores das indústrias a oportunidade de acesso às tecnologias da informação e comunicação. O lançamento será marcado com uma aula inaugural na empresa Mosaic Fertilizantes, de Paranaguá.

Podem participar os trabalhadores matriculados no programa Sesi Educação do Trabalhador, seus dependentes e pessoas de comunidades do entorno das indústrias atendidas pelo projeto. Outro foco do curso é promover a cidadania entre os trabalhadores através do acesso às informações.

Parceria com o Departamento Nacional do Sesi, com o Serviço Nacional de Aprendizagem na Indústria (Senai) e a Fundação de Estudos do Paraná (Fesp), o projeto inicia em caráter piloto em 15 empresas de Curitiba e Região Metropolitana, prosseguindo até dezembro deste ano.

De acordo com o diretor executivo do Sesi Paraná, José Antonio Fares, o objetivo do projeto é melhorar a educação dos trabalhadores através dos conhecimentos de informática, essenciais para o bom andamento do trabalho e também para o exercício da cidadania. ?Inclusão digital não é só ensinar tecnologia, mas mostrar caminhos para que o trabalhador melhore seu desempenho na empresa e se sinta motivado a aprender cada vez mais?, afirma.

A metodologia foi desenvolvida pelo Sesi em parceria com o Senai e abrange as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). Os professores foram contratados e treinados pelo Sesi Paraná, que também fornecerá todo o material didático para as aulas teóricas.

Os cursos, com duração de 40 horas, serão ministrados em laboratórios itinerantes de informática, equipados com 15 notebooks, que ficarão nos espaços disponibilizados pelas empresas atendidas pelo projeto. Atenderá nesta fase a 45 funcionários de cada indústria. Os alunos aprenderão noções básicas de internet e informática sobre os programas Word, Excel e Power Point.