O Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) para o Brasil caiu 0,8% em julho, para 88,7 pontos, informaram, nesta terça-feira, 18, o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e o The Conference Board. O resultado veio após a retrações de 0,6% em junho e de 0,1% em maio. Segundo as instituições, contribuíram negativamente para o resultado de julho os índices de expectativas das sondagens de serviços e do consumidor, o Ibovespa e o índice de quantum de exportações.

Já o Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE), que mede as condições econômicas atuais, avançou 0,4% em julho, registrando a marca de 103,2pontos. O resultado veio depois de quedas de 0,1% em junho e de 0,3% em maio. De acordo com o Ibre e o Conference Board, todos os seis componentes contribuíram positivamente para o índice no quinto mês do ano.