O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) avançou 2,0% em dezembro ante novembro, nos dados com ajuste sazonal, para 76,0 pontos. O resultado sucede a queda de 0,3% registrada em novembro. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o indicador continua em nível extremamente baixo em termos históricos, mas o resultado confirma uma melhora no final de 2014.

“A série de médias móveis trimestrais apresenta tendência positiva, mas os números ainda não permitem distinguir se estamos observando uma reversão de tendência ou uma calibragem frente ao pessimismo exacerbado das expectativas nos meses anteriores”, afirma Sarah Lima, economista da FGV/IBRE, em nota.

O IAEmp registrou um período de fortes quedas entre março e setembro do ano passado. Dentre as variáveis que contribuíram positivamente para a evolução do indicador em dezembro, o destaque foi o item que mede o otimismo dos industriais com a situação dos negócios nos próximos seis meses, com alta de 8,7% ante novembro.

O IAEmp é formado por uma combinação de séries extraídas das Sondagens da Indústria, de Serviços e do Consumidor, todas apuradas pela FGV. O objetivo é antecipar os rumos do mercado de trabalho no País.