O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Curitiba foi de 0,84% nos últimos trinta dias terminados em oito maio. O resultado da pesquisa, que é feita pela Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), expressa estabilidade em relação ao resultado do mês anterior – de 0,83%.

Dentre os grupos de despesa as maiores influências foram as acelerações em Despesas Pessoais (3,60%) e Saúde e Cuidados Pessoais (1,37%).

No que tange aos itens pesquisados, as principais contribuições, na ordem da maior para a menor, vieram de pacotes turísticos nacionais (15,25%), automóvel nacional usado (1,48%), pacotes turísticos internacionais (40,33%), plano de saúde (3,26%), água e esgoto (4,40%), serviços de telefonia celular (menos 6,82%), seguro voluntário de veículo (menos 10,08%), calça comprida feminina (9,34%) e sapatos femininos (8,22%).