Aliocha Maurício
Aliocha Maurício

A queda de 13,64% no preço do álcool combustível foi o que impediu que a inflação fosse maior.

O Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) calculou a inflação em Curitiba em 0,50% na terceira prévia de junho. Esta terceira prévia corresponde aos últimos 30 dias terminados em 22 de junho. O índice da segunda prévia foi de 0,45%. O acumulado do ano está em 2,59% e o índice dos últimos 12 meses em 4,22%.

Seguindo a tendência da prévia anterior, o grupo Alimentos e Bebidas está na liderança desta terceira prévia. Os itens com alta que mais contribuíram foram: leite pasteurizado (12,09%), automóvel de passeio e utilitário usado (2,00%), gasolina (3,23%), empregada doméstica (4,11%), casas noturnas (7,54%), seguro voluntário de veículo (8,41%), analgésico e antitérmico (7,05%), almoço e jantar feitos fora de casa (0,95%), ingresso para futebol (16,88%) e passagem de avião (6,04%).

A queda de 13,64% no preço do álcool combustível foi o que impediu que a inflação fosse maior. Além dele, os itens com baixa de preços que mais influenciaram o índice foram: excursão não escolar (-14,74%), instrumentos musicais ? teclado (-30,71%), antigripal e xarope (-8,83%), filmadora (-33,36), laranja pêra (-14,98%), conjunto esportivo feminino (-23,85%), agasalho infantil (-12,81%), roupa de cama (-7,00%) e diarista (-1,46%).

Para o cálculo da inflação, o Ipardes coleta, mensalmente, cerca de 60 mil preços de produtos consumidos por famílias que possuem renda mensal que varia de 1 a 40 salários mínimos, ou seja, que ganham de R$ 380,00 a R$ 15.200,00.