São Paulo (AE) – O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alterou algumas regras do crédito consignado a aposentados e pensionistas, por meio de instrução normativa editada no dia 30 de setembro. Uma das mudanças, segundo o presidente do Bradesco e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Márcio Cypriano, é a definição de prazo máximo para os empréstimos.

Pelas regras antigas, não havia um limite de prazo, embora o sistema financeiro estivesse trabalhando com contratos de até 60 meses. Com a instrução, o crédito poderá ser de até 36 meses. ?Essa é uma medida positiva que dá mais segurança aos aposentados e ao sistema financeiro?, comentou Cypriano. Uma outra mudança no crédito consignado é a proibição da contratação de empréstimos por telefone. O objetivo do INSS é evitar fraudes.

Além de ajustar as normas do consignado, a instrução normativa também regula o crédito vinculado a aposentados. Segundo Cypriano, trata-se de uma modalidade parecida com o consignado, sendo que a diferença está na forma de desconto das parcelas do pagamento do financiamento.