Os investidores externos reduziram seu estoque de ações chinesas em 67,38 bilhões de yuans (US$ 10,85 bilhões) em junho, em meio a um forte movimento de liquidação nas bolsas do país, segundo dados divulgados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

O montante de ações chinesas em posse de estrangeiros recuou cerca de 10% em junho em relação ao mês anterior, revertendo a tendência de expansão constante vista entre janeiro e maio.

Nos últimos meses, as bolsas chinesas registraram momentos de volatilidade extrema, após autoridades locais apertarem o cerco aos empréstimos de margem, que tiveram um importante papel para o rali visto nos mercados locais ao longo do último ano. Fonte: Dow Jones Newswires.