A inflação no varejo da cidade de São Paulo voltou a mostrar desaceleração pela terceira vez consecutiva, no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S). Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), os preços na capital paulista subiram 0,16% no IPC-S de fevereiro, após apresentarem aumento de 0,29% na terceira prévia do mês passado do índice. Ainda segundo a FGV, das sete capitais usadas para cálculo do índice, seis apresentaram elevação de preços menos intensa na passagem da terceira leitura de fevereiro do IPC-S para o dado fechado do mês passado.

Além de São Paulo, houve inflação mais fraca em Belo Horizonte (de 0,12% para 0,04%); Brasília (de 0,15% para 0,07%); Rio de Janeiro (de 0,42% para 0,16%); Salvador (de 0,45% para 0,03%); e em Porto Alegre (de 0,89% para 0,84%). Recife manteve o mesmo nível de elevação de preços, com alta de 0,86% no período.

Embora todas as cidades contribuam para a formação da taxa do IPC-S, a inflação na cidade de São Paulo é a de maior peso no cálculo do índice – cujo resultado completo também mostrou desaceleração, de 0,39% para 0,21%, entre a terceira prévia e o dado final de fevereiro, conforme anunciado ontem pela FGV.