A Itaipu Binacional realiza hoje, em Curitiba, o primeiro pregão eletrônico de sua história. Será pregoado no mercado nacional um lote 10 mil pacotes de papel sulfite para impressora. A empresa entra no mundo virtual das compras de bens e contratação de serviços pelo sistema de licitações eletrônicas Licitações-e, desenvolvido pelo Banco do Brasil. “Com o uso do sistema, fornecido gratuitamente pelo BB, já saímos economizando aproximadamente US$ 1 milhão, valor que a Itaipu teria de investir para criar seu próprio sistema de aquisições pela Internet nos mercados brasileiro e paraguaio”, afirma a diretora financeira executiva da Itaipu, Gleisi Hoffmann.

Inicialmente, os pregões eletrônicos se restringirão às compras de bens e contratação de serviços no mercado brasileiro, mas em breve, será ampliado para as aquisições de fornecedores paraguaios. As licitações binacionais representam cerca de 80% do total de aquisições da Itaipu. A empresa e o Banco do Brasil já estão trabalhando em conjunto para adaptar o sistema para compras no mercado paraguaio, levando em conta o idioma, a moeda e a legislação do país vizinho.

Responsabilidade social

Com o pregão eletrônico, a Itaipu também inaugura uma nova postura diante de seus fornecedores. As empresas vencedoras deverão se comprometer a não empregar menores de 16 anos – a não ser na condição de aprendiz – e menores de 18 anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre.