São Paulo – A Itaipu Binacional será menor em capacidade de geração do que a gigantesca hidrelétrica chinesa de Três Gargantas. Apesar disso, manterá o posto de maior hidrelétrica em produção de energia, conforme informações da companhia brasileira e paraguaia.

Segundo a empresa binacional, a hidrelétrica Três Gargantas, construída no Rio Yang-Tsé, terá um reservatório maior do que o de Itaipu, uma potência instalada de 18 mil megawatts (MW), distribuídos por 26 máquinas geradoras. Itaipu, por sua vez, contará com duas novas máquinas geradoras que entrarão em operação no próximo ano -ampliando o número de turbinas para 20 – e terá uma capacidade instalada de cerca de 14 mil MW.

Apesar de maior potência instalada, de acordo com Itaipu a usina chinesa produzirá menos do que o empreendimento sul-americano. A vazão mais estável do Rio Paraná -regulada por dezenas de usinas dispostas ao longo do rio -, em relação às condições apresentadas pelo Rio Yang-Tsé, permitirá a Itaipu um rendimento maior do que o previsto para Três Gargantas.

Itaipu frisou que Três Gargantas irá produzir anualmente cerca de 84 milhões de megawatts-hora (MWh). Esse volume de produção é superior à geração de Itaipu no ano passado, que somou 82,9 milhões de MWh. Mas está longe dos 93,4 milhões de MWh produzidos por Itaipu em 2000, que se transformou em novo recorde mundial de produção de energia por uma única hidrelétrica.