A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, indicou nesta quarta-feira, 14, a ítalo-brasileira Carla Grasso para ser sua vice e ocupar também o novo cargo de diretora administrativa. Com a função, Grasso passará a coordenar os setores de recursos humanos, tecnologia, serviços gerais e auditoria interna, além de supervisionar o orçamento da instituição.

“Carla traz consigo uma liderança excepcional, um pensamento estratégico e uma forte experiência de gerenciamento operacional para o seu novo cargo”, afirmou Lagarde ao anunciar a indicação. A nova vice-diretora-gerente assumirá suas funções no dia 2 de fevereiro.

Grasso possui experiência tanto no setor público quanto no privado. Durante 14 anos, ela atuou na Vale, em que ocupou a posição de vice-presidente para Recursos Humanos entre 2001 e 2011. Neste período, Grasso ajudou a modernizar as operações da mineradora em 38 países, integrando diversos setores.

No setor público, Carla Grasso atuou em funções nos ministérios da Previdência Social, Fazenda e Planejamento, além de trabalhar para o gabinete da Presidência. A economista também foi consultora do Banco Mundial, em que ganhou experiência trabalhando em países de baixa renda.

Grasso possui mestrado em Política Econômica pela Universidade de Brasília e ministra aulas na Pontifícia Universidade Católica de Brasília, no Centro Universitário do Distrito Federal e no Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), em São Paulo.