O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, em nome da pasta, enviou uma mensagem de pesar sobre o falecimento do ex-secretário do Tesouro Fábio de Oliveira Barbosa. O ministro ressaltou o importante papel no fortalecimento do Tesouro Nacional entre julho de 1999 e abril de 2002 e no trabalho de consolidação fiscal do Brasil nas diversas esferas de governo, inclusive na aplicação da Lei de Responsabilidade Fiscal a partir do ano de 2000.

Nascido em Uberaba (MG) em 1960, Barbosa era economista com mestrado em Teoria Econômica pela UnB e especialização em Política e Programação Financeira no FMI. Servidor público desde 1984, trabalhou nos Ministérios de Indústria e do Comércio, do Trabalho e do Planejamento, no Ipea e no governo do Estado do Paraná. Por dois anos e meio foi assessor do diretor executivo no Conselho de Administração do Grupo Banco Mundial, em Washington.

O ex-secretário do Tesouro ocupou ainda as funções de secretário-adjunto responsável pela administração da dívida pública, assessor especial do ministro no Ministério da Fazenda e diretor financeiro da Vale.

“Os dirigentes e os servidores, neste momento de dor, se solidarizam com os familiares e rendem homenagem à sua indômita pessoa e ao trabalho por ele realizado com dedicação excelência em toda a sua carreira, notadamente neste Ministério”, diz a nota divulgada neste domingo, 29.