A central de atendimento para abertura de empresas que a Junta Comercial do Paraná (Jucepar) implantou em Curitiba, em parceria com o Sebrae-PR, já registrou 225 mil atendimentos, em quatro anos de operação. A central, que inaugurou o programa Fácil, agiliza o atendimento e a prestação de serviços, já que mantém 25 funcionários de todos os órgãos envolvidos no processo de abertura de firmas. A unidade funciona na sede do Sebrae, na Rua Caeté, 150, no bairro Prado Velho, das 9 hs às 17hs, de segunda à sexta-feira.

O tempo para criação e registro de uma empresa, que normalmente leva 40 dias, é reduzido para 15 dias, na central unificada. No local, há guichês das Receitas Estadual e Federal, Prefeitura Municipal de Curitiba, Instituto Nacional de Seguridade Social, Conselho Regional de Contabilidade, Sindicato dos Contabilistas e Corpo de Bombeiros, além da própria Jucepar e de uma assessoria jurídica gratuita.

“Estamos poupando tempo e dinheiro. Se fosse seguir o caminho tradicional, teria que passar toda a semana percorrendo as instituições. Este programa é realmente fácil”, elogiou Eloína Camargo, funcionária de um escritório de contabilidade de Curitiba.

Desde que foi criado o “Programa Fácil”, foram concluídos 87 mil processos de registro. A média de atendimentos mensais é de 2.300, atrás apenas do escritório central da Jucepar, que atende a todo o Estado, com uma média de 10 mil solicitações por mês. “Estamos trabalhando numa grande parceria entre órgãos federais, estaduais e municipais para que a Central seja viável e beneficie cada vez mais a população”, disse o presidente da Junta Comercial, João Luís Biscaia.

Com a atuação integrada das instituições, o futuro empresário também recebe no local a assessoria do Sebrae para verificar a viabilidade do negócio. A consultoria serve para orientar o empreendedor quanto ao planejamento da nova atividade, antes de formalizar o negócio.

Modelo

O Programa Fácil, implantado pioneiramente em Curitiba, serviu de modelo para as centrais de Brasília, São Paulo, Alagoas e Amapá. No Paraná, os municípios de Maringá e Londrina também possuem postos para o atendimento empresarial unificado. “Até o final deste ano disponibilizaremos o serviço também em Cascavel, para aproximar o empresário de um serviço essencial”, afirmou Biscaia. Em Curitiba, centrais do Fácil também podem ser encontradas nas Ruas da Cidadania do Pinheirinho, Boqueirão e do Cajuru. As unidades recebem a documentação exigida para constituição de empresas e enviam para a unidade da Jucepar instalada no Sebrae, onde é realizado o processo.

“Podemos definir o programa como um grande estímulo ao empreendedorismo. O objetivo não é colocar várias empresas no mercado e sim colocar empresas capacitadas”, finalizou o diretor financeiro do Sebrae/PR, Adílio Milanez, um dos idealizadores do “Fácil” .