A cervejaria Kaiser – pertencente ao grupo Molson Coors -prevê investimento da ordem de R$ 180 milhões este ano em ações de marketing para divulgar a ?família? Kaiser, entre elas uma cerveja especial apresentada oficialmente ontem ao mercado curitibano: a Kaiser Gold, mais encorpada e com teor alcoólico de 5.4%, acima da média das cervejas que giram em torno de 4.3 a 4.8% de concentração alcoólica. Deste total, pelo menos 10% serão concentradas no Paraná, já que, segundo o diretor de Assuntos Corporativos e Comunicação, Paulo Macedo, ?Curitiba é o nosso mais importante mercado?.

A Kaiser tem 36% de share no mercado curitibano e não apenas pretende manter esse interesse do consumidor, mas ampliar ainda mais. Estudos mostram que o crescimento do consumo de cerveja tem acompanhado o crescimento do PIB nacional do ano anterior. ?Assim, é possível prever que possamos crescer entre 5% a 7% este ano?, acrescenta o executivo.

A Kaiser, desde que passou a fazer parte da Molson Coors (a fusão entre a Molson e a Coors – a primeira canadense e a segunda norte-americana aconteceu em janeiro deste ano) está inserida numa ?família? de cervejas presente em todo o mundo. A fusão a colocou como quinta maior cervejaria, com venda de 6 bilhões de litros ano.

Com a Kaiser Gold, a família de cervejas da Kaiser passa a contar com onze produtos. As kaisers pilsen, summer, bock, além das cervejas Sol, Bavária, Bavária sem álcool, Xingu e Heinken. A Kaiser gold também será fabricada na unidade de Ponta Grossa, no Paraná, e vai chegar ao consumidor com um preço em torno de 30% maior que o preço das cervejas comuns, ?mas compatíveis com outros produtos premium da marca?, disse Paulo Macedo.

O grupo prevê grandes chances de crescimento. ?O mercado cervejeiro como um todo se volta para os países em desenvolvimento, que podem gerar crescimento acelerado na base de produção e no consumo, principalmente Brasil, Rússia e China?. Atualmente, a Molson Coors produz 60 milhões de hectolitros e pretende chegar a 80 milhões. ?No Brasil, o consumo percapita de cerveja é de 47 litros, contra 170 na Checoslováquia e 102 nos Estados Unidos. Há muito para crescer?, acentua.

Para atingir este objetivo a empresa conta, ainda, com o crescimento da economia, o que daria ?poder de compra? ao consumidor. Quanto à cerveja com maior concentração de álcool, vai mostrar que ?isso não significa que seja uma cerveja apenas para ao inverno como o público consumidor possa pensar?.