A secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais, Dorothea Werneck, disse, nesta terça-feira, 12, que o leilão do Aeroporto Internacional de Confins, em Minas Gerias, marcado para ser realizado no próximo dia 22, “não será um leilão vazio”. A secretário informou que dois consórcios já mostraram interesse no aeroporto. Dorothea Werneck participou, na manhã desta terça-feira, 12, do Fórum Estadão Regiões – Sudeste, realizado pelo Grupo Estado.

Dorothea citou que a malha mineira tem 94 aeroportos, número maior do que a Infraero tem no Brasil. “Temos um programa de desenvolvimento regional com 35 aeroportos e a ideia é que nenhuma cidade mineira fique a mais de 100 quilômetros de um aeroporto”, disse. Sobre a malha rodoviária mineira, Dorothea criticou a falta de investimentos do governo federal nas rodovias locais que não pertencem ao Estado. “O caos de Minas Gerais é ter de aguardar programa federal para estradas. É duro chamar a BR-381 de rodovia da morte”, disse.