O líder da igreja Ortodoxa Cristã do Chipre, arcebispo Chrysostomos II, prometeu neste domingo fazer tudo o que pode para ajudar as pessoas a não “passarem fome”, em meio à pior crise financeira do país em décadas. Durante a missa deste domingo, o arcebispo disse que a propriedade da igreja também é do povo, mas que a “dignidade” impede que muitos peçam ajuda.

Ele disse que já instruiu padres das paróquias da ilha a discretamente oferecerem ajuda aos necessitados. Ele disse ainda que a igreja ajudaria a criar empregos “para que o sorriso volte aos rostos dos fiéis”, mas não detalhou como faria isso.

A taxa de desemprego no Chipre está ao redor de 15%, mas economistas temem que ela suba ainda mais depois do acordo para resgate financeiro fechado na semana passada com parceiros da zona do euro e o Fundo Monetário Internacional (FMI). As informações são da Dow Jones.