Presidente anunciou medidas no
encerramento do Grito da Terra.

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou ontem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja notificado pessoalmente para prestar esclarecimentos, querendo, quanto à interpelação feita por juízes e desembargadores do Paraná. Os magistrados se sentiram ofendidos pelas afirmações feitas pelo presidente durante cerimônia realizada na cidade de Vitória, no Espírito Santo. Lula tem 48 horas para dar as explicações que achar cabíveis.

Gilmar Mendes, relator do pedido dos magistrados, afirmou que a interpelação feita deve se processar perante o STF porque o suposto ofensor é o presidente da República. O relator registrou também em sua decisão que os magistrados têm legitimidade para interpelar o presidente da República, porque somente quem se julga ofendido pode pedir explicações em juízo.