A conta de luz vai ficar mais cara a partir de amanhã em Brasília. A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje reajuste médio de 11,53% das tarifas da Companhia Energética de Brasília (CEB). Para os consumidores residenciais, o aumento será de 11,11%, enquanto as indústrias pagarão, em média, 12,41% a mais.

O reajuste entra em vigor amanhã para as cerca de 805 mil unidades de consumo da CEB no Distrito Federal. Segundo a Aneel, o aumento foi uma consequência da elevação dos gastos da CEB com a compra de energia. Parte desse aumento deve-se ao fato de o dólar ter permanecido em alta entre setembro do ano passado (quando eclodiu a crise financeira) e março deste ano, pressionando, assim, o preço da energia da usina binacional de Itaipu.