O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, admitiu que o aumento dos depósitos compulsórios afeta a política monetária, mas negou que os compulsórios estejam sendo elevados no lugar das taxas de juro. “As taxas de juro são a medida mais importante e efetiva para a política monetária”, afirmou Meirelles em evento na Câmara de Comércio Brasil-EUA em Nova York. As informações são da Dow Jones.