O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, afirmou nesta terça-feira (10) que o Brasil tem baixo volume de crédito habitacional e que portanto, tem espaço para incrementar este setor. Além disso, Meirelles também afirmou que em relação à capitalização média do mercado de capitais o Brasil está em uma "posição importante", mas que ainda pode crescer mais. Sobre o grande tema do momento, uma explicação a respeito do sistema de metas de inflação, Meirelles, entretanto, não citou uma palavra.

As afirmações e o panorama do cenário atual sobre a economia brasileira foi feito hoje durante premiação organizada pela revista Banco Hoje, "Os bem-sucedidos", realizada em São Paulo. O evento é organizado em parceria com a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e com a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F).

Ainda durante seu pronunciamento, o presidente do BC voltou a falar que o Brasil está hoje num círculo virtuoso com expansão de emprego, massa salarial, investimentos e da atividade brasileira. "Estamos num processo absolutamente equilibrado de expansão", declarou. De acordo com ele, cada vez mais tanto tomadores quanto doadores de crédito vem apresentando mais tranqüilidade, porque a inflação está cada vez mais controlada e previsível.

Rumor

Desde a semana passada, quando surgiram os rumores de que o BC faria encontros com profissionais de mercado e que, nessas reuniões, o tema meta de inflação poderia ser abordado, as atenções se voltaram para os diretores do BC. A definição da meta de inflação de 2009, em 4,5%, e a sinalização deixada por Meirelles de que o Comitê de Política Monetária (Copom) pode perseguir um objetivo mais conservador trouxeram muita indefinição ao cenário de política monetária.